quinta-feira, 27 de novembro de 2014

SUPERMERCADO SOBERANO MANIA DE VENDER BARATO

FOTOS DA INAUGURAÇÃO DA CENTRAL DO CIDADÃO EM ALTO DO RODRIGUES





CENTRAL DO CIDADÃO UM NOVO TEMPO ACONTECENDO EM ALTO DO RODRIGUES


o Alto do Rodrigues parou ontem a tarde dia 26/11 para receber seu lider  Abelardo 
e a governadora do Estado Rosalba Ciarline para a inauguração da mais nova central do 
Cidadão.

ALTO DO RODRIGUES - Governadora agradece o presente que ganhou da primeira-dama Rita Martins

Antes de se aproximar do palco para participar da solenidade, a governadora foi surpreendida com um presente ofertado pela primeira-dama Rita Martins. Feliz da vida com a lembrança das rosas, a governadora, agradeceu em discurso a atitude da "mamãe do Alto", Rita Martins.

Como diz o ditado "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos de quem oferece rosas, mãos que sabe ser generosa".

Rosalba também elogiou a hospitalidade do povo altorodriguense "quando a gente chega aqui é tão bem recebidos, com tanto carinho", disse a Rosa.
Vice-prefeita Emília Patrícia, a governadora Rosalba, a primeira-dama Rita e o prefeito Abelardo

Declaração de Robinson Faria, deixa ex-prefeito Eider Medeiros, desiludido

Robinson Faria, o ex-prefeito ficha suja Eider Medeiros e a esposa Jaqueline 
Ao afirmar na manhã de ontem (26), na em entrevista na Inter TVCABUGI que não nomeará nenhum "ficha suja" para o seu governo, a declaração caiu como uma bomba na cabeça do ex-gestor "ficha suja" Eider Medeiros. Segundo amigos próximos, essa declaração deixou Eider desiludido com o governador que apoiou nestas eleições. "Agora ele (Eider) indicar pessoas, mas seu sonho era ter um cargo do governo, para tentar medir forças com o atual prefeito", frisou um amigo, que pediu anonimato.

Robinson explicou que a atitude de não nomear políticos condenados por corrupção faz parte de um compromisso assumido durante a campanha no sentido de realizar um governo inovador. “A inovação de um governo começa pelas atitudes e quem tiver ficha suja não irá ocupar cargo no meu governo. É uma medida moralizadora para termos um governo transparente e composto por pessoas de perfil técnico e conduta ilibada. É o que a sociedade espera”, explicou.

Com essa declaração, o casal Eider Medeiros e Jaqueline estão fora da lista de ocupar cargos, pois o ex-prefeito é ficha suja e a esposa se mostrou em vários momento, ser uma pessoa com atitudes descontroladas.
(Blog Alto Notícias)

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

26/nov/2014
ás 08:05
Publicado por Robson Pires na categoria

“Eu quero começar o governo com a casa arrumada”, disse Robinson na Inter TV

robinson TV
O governador eleito do estado, Robinson Faria (PSD), concedeu entrevista na manhã de hoje (26) ao RN TV, da Inter TV Cabugi, para fazer balanço do trabalho da equipe de transição e projetos de governo. “Estamos perdendo indústrias para outros estados por falta de incentivo tributário, de segurança jurídica e de apoio. É preciso apoiar as empresas, garantir rapidez nas licenças ambientais e permanência das empresas aqui, gerando emprego e renda”, destacou.
Sobre a segurança público, Robinson falou que quer “começar o governo com a casa arrumada. Vou exigir eficiência da Polícia Militar e Civil. Vamos investir em inteligência, em novos equipamentos e policiais nas ruas. O dinheiro existe”, comentou. Robinson ainda lembrou os investimentos na cadeia do turismo, gerando emprego e renda para a população.  “Temos que investir no aumento da arrecadação no Estado, cobrar a dívida ativa e investir no servidor. Vamos garantir a segurança jurídica para as empresas, criar a Central do Empreendedor para ajudar na documentação”, afirmou o governador.

domingo, 23 de novembro de 2014

Delator que promete devolver US$ 97 milhões evitou licitar contratos

Por Samantha Lima, na Folha:
O delator da Operação Lava Jato que chamou atenção por aceitar devolver US$ 97 milhões à União em troca de penas menores teve participação em todos os grandes projetos da Petrobras nos últimos dez anos. No currículo, há contratos com empresas escolhidas sem licitação. O engenheiro Pedro Barusco, 58, era braço-direito do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, que cumpre prisão preventiva. Com a delação premiada assinada dias antes da operação da PF vir à tona, o engenheiro se livrou de ir para a cadeia. A Folha procurou Barusco em sua casa, mas foi informada de que ele deixou o imóvel na última quarta-feira e não retornou. Localizada no Joá, bairro conhecido pelos imóveis de alto padrão no Rio, a casa tem vista para a praia da Joatinga e é avaliada entre R$ 6 milhões e R$ 8 milhões.
Como gerente executivo de engenharia da Petrobras, cargo que exerceu até 2011, Barusco foi responsável por conduzir e reportar à diretoria quase todas as licitações das obras da refinaria de Abreu e Lima, assinadas, na maioria, com construtoras citadas por outros dois delatores, Paulo Roberto Costa e Alberto Yousseff, por suposto envolvimento em irregularidades. Abreu e Lima teve o custo elevado de US$ 2,5 bilhões para US$ 18,5 bilhões. Já no Comperj, outro projeto que teve a participação de Barusco, o orçamento saltou de R$ 6,5 bilhões para R$ 13,5 bilhões. Uma das licitações que Barusco conduziu, para os dutos em Abreu e Lima, em 2009, foi cancelada por preços excessivos. Em vez de fazer outra licitação, Barusco propôs contratar, sem concorrência, o consórcio Conduto-Egesa, por R$ 650 milhões. A Petrobras alegou que, por lei, pode contratar sem licitar e que o preço final ficou abaixo do máximo estipulado.
Assim que a Petrobras comprou 50% da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006, Barusco tentou levar a Odebrecht, sem concorrência, para sua ampliação. Ele propôs uma carta de intenção com a empreiteira –e teve aval dos diretores– sob alegação de que era a única brasileira com experiência em engenharia nos EUA. A obra, de US$ 2,5 bilhões, foi rejeitada pelos sócios belgas.
(…)
Por Reinaldo Azevedo