quinta-feira, 30 de junho de 2016

On 07:17 by Erminio Melo   No comments


quarta-feira, 29 de junho de 2016

On 13:18 by Erminio Melo in    No comments
    Está sendo construída no conjunto independências uma creche denominada " creche cidade nova. " Ao passar ali por perto, deparei-me com a placa, modelo oficial, das construções financiadas pelo Governo federal, até  ai tudo certo. Acontece que em todos esses modelos de placa é necessário  colocar o nome da empresa que ganhou a certame licitatório por força da Lei 8.666/93 que rege as licitações em todo território Nacional. O governo Federal já não manda a placa com o devido nome por não sabe qual empresa vai construir a obra. A pergunta é: De quem é esta empresa que ganhou a Licitação e está construindo a dita Creche? O povo já está comentando  que esta empresa é de um politico lobista lá de Brasilia que não pode aparecer por medo do Dr. Sergio Moro Juiz da Lava-Jato. Diz o povão que este politico está bem perto de ser engaiolado pela federal. Pedimos as autoridades competentes, neste caso a promotoria pública que tome as providencias necessárias para que haja transparência nesta obra.

Obs. Outra denuncia cabeluda amanhã neste blog.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

On 17:32 by Erminio Melo   No comments
 O blog Pendências News através de seu grupo oficial no Whatsaap realizou no dia de ontem uma feijoada entre amigos na comunidade de Mulungu distrito da cidade de Pendências, na oportunidade recebemos a participação do Pré-Candidato a Prefeito Gustavo Queiroz e também o vereador de cinco Mandatos e Pré-candidato a Vice prefeito na Chapa de Gustavo, alem de todos os Pré-candidatos a Vereador e amigos do Blog.

Este Momento foi um  momento muito proveitoso para falarmos os problemas enfrentados nos últimos anos e também mostrar o que pode ser feito pra corrigir tais problemas, o que podemos ver foi uma comunidade carente de Saúde,Esporte e lazer, onde no momento de nossa feijoada acontecer um pequeno acidente na Comunidade e o carro da Saúde estava nas mãos de uma pessoa que não é ligada a saúde, na oportunidade a nossa redação procurou saber de alguns populares se este fato acontece com frequência e os mesmo informaram que sim, ontem mesmo podemos conferir uma cunhada do Prefeito dirigindo o carro da saúde, e esperamos que coisas como esta não venham mais acontecer.
 Voltando para Nossa Feijoada na foto acima vocês podem ver a equipe do PRB e seu pré-candidato Josivan de Melo marcando presença no evento, alem do amigo Jerry Adriano de Amargoso que também faz parte do Grupo do Whatsaap do Blog Pendências News.Queremos parabenizar a Pessoa de Jorge Ferreira, Chaloura,Bião e  Walter Pela organização do Eventos alem da proprietária do local, a senhora Helena Ferreira por ter cedido este espaço para nosso evento a todos vocês o nosso muito obrigado.
 A feijoada foi um sucesso como vocês realmente podem conferir na foto acima onde temos os Pré-candidatos Dinarte Rodrigues,Cid Martins e amigos que também foram prestigiar o nosso evento em Mulungu que também contou com Musica ao vivo para animar a população de Mulungu.Este grupo que se apresentou ontem no nosso evento é detentor de um grande talento, tocam musicas de diversos gostos, são sensacional, se você quer animar seu evento ou ouvir a musica que você gosta então pode entrar em contato com eles que eles tocam o que você quer ouvir, enfim estão de parabéns, abrilhantaram nosso eventos com a sua voz. ( do blog. pendenciasnews)
Olhando esta foto, tive um imenso prazer  contemplar três pessoas muito especiais, que foram meu amigo Diêgo e seu pai e  minha querida amiga Iranilda.

sábado, 25 de junho de 2016

On 15:21 by Erminio Melo in    No comments
Anúncio da anulação foi feita pelo prefeito Carlos Eduardo pelo twitter. Nova data de aplicação das provas não foi divulgada.
O Prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), anunciou nesta sexta-feira (24) a anulação do concurso público da saúde realizado no último dia 19. De acordo com o prefeito, a decisão pela anulação foi tomada após as irregularidades constatadas pela comissão do concurso.
"Diante das irregularidades insanáveis confirmadas pela comissão do concurso público da saúde, determinamos a anulação do concurso. Novo certame será realizado em data a ser definida. Nossa determinação é garantir a lisura do concurso. Não compactuamos com o erro", publicou o prefeito em sua conta no twitter.
O Ministério Público Estadual já havia instaurado um procedimento para apurar denúncias a respeito do concurso realizado no dia 19 para cargos na área da saúde pública de Natal. Além de não ter provas suficientes para os candidatos no dia do concurso, há denúncias de que as provas teriam vazado.
A prefeitura já havia anunciado que as provas para os cargos de Fisioterapia e Médico Mastologista seriam reaplicadas. Com a nova decisão, todo o concurso foi anulado.
Denúncias
Uma das denúncias foi feita pelo Sindicato dos Servidores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde), que cobra explicações sobre o possível vazamento de provas. O Sindsaúde afirma que fotos das provas para o cargo de enfermeiro foram postadas em redes sociais, e que, de acordo com o edital do concurso, "nenhum candidato poderia sair dos locais de provas com o caderno de questões". A proibição estendia-se até mesmo aos últimos candidatos a permanecer em sala. O edital também diz que o caderno estará disponível posteriormente no site da empresa Makiyama (empresa contratada pela prefeitura para a realização do concurso) para permitir a entrada de recursos. No entanto, o caderno ainda não foi disponibilizado.
Também houve confusão e a PM precisou ser chamada por causa da falta de cadernos de provas suficientes durante a aplicação do exame em uma universidade particular.
Por fim, o Sindsaúde lembra que "a prefeitura ultrapassou em 187 dias o prazo determinado pelo Ministério Público para realizar o concurso e que a empresa arrecadou R$1.626.005,00 com as 93.929 inscrições". A Prefeitura de Natal lançou o edital do concurso no dia 3 de maio. Ao todo, são 1.339 vagas ofertadas e os salários chegam a R$ 5.062.
Fonte: G1 RN

sexta-feira, 24 de junho de 2016

On 13:35 by Erminio Melo in    No comments
Temos informação que o ex-vereador João Zuza da cidade de Pendências, caiu na real e desistiu da sua pré candidatura a prefeito da cidade.João Zuza que sempre cumpriu a risca a as orientações do grupo Freitas, se sentiu instrumentalizado pelos os interesses do ex-prefeito Jailton, usando seu nome como cobaia, para valorizar o projeto de seguir a pré candidatura de Fernandinho com o respaldo de Ivan Padilha.O ex-vereador pressentiu a queimação antecipada do seu nome, não aceitando este artificio dos Freitas em querer levar vantagem no processo de negociação.Segundo a fonte, o ex-vereador fez "pit stop", nesta conversa, está avaliando a realidade do momento, para tomar uma decisão e assim manter seu projeto de voltar á disputar uma vaga na câmara municipal.

sábado, 18 de junho de 2016

On 17:06 by Erminio Melo in    No comments
Os moradores do Conjunto Habitacional feliz Pendências, vivem em situação precária, as ruas do conjunto foram tomadas por matos onde ali habitam milhares de insetos ou por que não dizer cobras venenosas. A mais de um  mês que os moradores daquela comunidade denunciaram este absurdo as autoridades mas até aqui nada foi feito. Mais  uma vez o pré-candidato a vereador daquele bairro o Sr. Tio do churro vem solicitar ao Gestor Ivan Padilha e ao secretário de obras que tomem uma providência. Tio ainda informou que até agora as lâmpadas dos postes ainda não foram colocadas pela prefeitura e por isto aquele bairro vive as escuras.
Enquanto isso o prefeito Ivan Padilha sonha em eleger o seu sucessor o Vereador Fernandinho, não sabe ele que o melhor seria se ele fizesse o que sugeriu o Sr. Junior de João do Leite em uma gravação que disse: " seria bom que Ivan Padilha pagasse as contas da prefeitura e ficasse bem longe de Fernandinho pois sua rejeição é grande de mais". Com Certeza,  O prefeito com mais de 80% de rejeição vai enterrar de vez o futuro politico do vereador Fernandinho. Como anda dizendo os próprios bacuraus- " Fernandinho entrou numa canoa furada".
On 15:40 by Erminio Melo in    No comments

A juíza Cristiany Vasconcelos Batista, da Vara Criminal da Comarca de Macau, indeferiu os pedidos de relaxamento e/ou de revogação da prisão preventiva feito por Flávio Vieira Veras, ex-prefeito daquele município. Também foram negados os pedidos de extensão dos efeitos de habeas corpus feito por Ailson Salustiano Targino. Ambos estão respondendo por cometimento de crimes de responsabilidade praticados contra a Administração Pública e, por isso, estão presos preventivamente.
No pedido, Flávio Veras alegou que está preso há quase 180 dias sem que a defesa tenha dado causa ao retardamento e sem que tenha se iniciado a instrução, razão pela qual requereu a “revogação de sua prisão por excesso de prazo”. A juíza, porém, considerou que ele não tem razão, elucidando que o pedido se trata de relaxamento de prisão e não de revogação. Aliás, apenas dois dias antes de seu protocolamento, ela havia apreciado e indeferido pedido de revogação da prisão preventiva em decisão, cujas razões permanecem inalteradas.
On 08:46 by Erminio Melo in    No comments
Terceiro ministro do governo Michel Temer demitido em pouco mais de um mês, o peemedebista Henrique Eduardo Alves é chamado carinhosamente pelos amigos de “Henriquinho”, num trocadilho com a boa vida que leva. Ex-presidente da Câmara, ele caiu do Ministério do Turismo depois de ser apontado como beneficiário de propinas repassadas pela OAS e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que somariam cerca de 2 milhões de reais. Um processo que corre em sigilo na Justiça Federal de Brasília mostra que esses valores seriam capazes de bancar apenas uma parte, uma pequena parte, das despesas de Henriquinho.
Em tramitação há doze anos, o processo traz nomes e números de contas do ex-ministro no exterior, além de extratos bancários que detalham seus gastos fora do país entre 1996 e 2004. O papelório foi entregue às autoridades por Mônica Azambuja, ex-mulher do peemedebista, que o acusou de manter 15 milhões de dólares (cerca de 50 milhões de reais) no exterior. Nada declarado à Receita Federal. Diz a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal: “O ora requerido jamais manifestou qualquer reserva quanto a esses documentos, bastando-se em afirmar não possuir patrimônio de 15 milhões de dólares”.
Só em 1996, Henriquinho gastou 1,1 milhão de reais num cartão American Express vinculado a uma conta do banco suíço Union Bancaire Privée. A conta era batizada de 245333HM, sendo as letras referências ao casal Henrique e Mônica. A denúncia, a que VEJA teve acesso, compila operações financeiras no exterior, como uma aplicação de 890 mil dólares, e até um bilhete em que o ex-ministro pede ajuda a uma notória operadora do mercado financeiro suíço para administrar seus investimentos: Maria Rodrigues, apontada como a administradora das propinas pagas por contratos superfaturados assinados, na gestão Paulo Maluf, pela prefeitura de São Paulo.
Na quarta-feira à noite, Temer conversou com Henrique Alves sobre as delações da Lava-Jato e as tais contas no exterior. O presidente interino queria saber a extensão desses casos e se eles poderiam abater algum outro integrante do governo. A preocupação era compreensível. Entre os documentos à disposição da Justiça, há um papel timbrado da Câmara no qual está anotado o valor de 420.000 e o nome Geddel Vieira Lima, atual ministro da Secretaria de Governo.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

On 07:27 by Erminio Melo in    No comments
Numa reunião recente, o agora ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (Turismo) relatou ter optado por se esconder no banheiro de um avião para evitar os gritos de “golpista” de uma passageira ao vê-lo embarcar. A história revelada pela Folha de São Paulo foi usada pelo peemedebista como ilustração do que ele considera o alto preço cobrado dos políticos no cenário atual.
Alves estava em Brasília e ia para a capital de seu Estado, o Rio Grande do Norte. A senhora, contou, estava cerca de duas cadeiras atrás. Ele tentou dialogar, perguntou se ela havia emprego ou algo do tipo, mas os ataques não cessaram. Pouco depois, ele avistou uma senadora do PT no mesmo voo.
No desembarque, para evitar mais constrangimento, preferiu se trancar no banheiro e esperar que todos deixassem a aeronave. Antes de sair do aeroporto de Natal, teve que se refugiar no saguão. Seu motorista havia ligado para avisar que havia “petistas” do lado de fora.
On 06:28 by Erminio Melo in    No comments
Waldir Maranhão (PP-MA), presidente interino da Câmara, decidiu desfazer a última manobra que havia patrocinado para socorrer Eduardo Cunha. Ele vai retirar da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) uma consulta que, se aprovada, permitiria à infantaria de Cunha apresentar no plenário da Câmara emenda sugerindo a adoção de uma pena alternativa, mais branda do que a cassação do mandato.

O ofício que formaliza a retirada da consulta foi assinado por Maranhão em segredo, no início da tarde desta quinta-feira (16). Após rubricá-lo, o deputado voou para o seu Estado, sem dar publicidade à providência. Seu gesto revela uma rachadura no grupo de apoiadores de Cunha, autodenominado ‘centrão’. Maranhão puxa o tapete de Cunha porque sente-se traído por ele.
O palco da discórdia foi a recém-criada CPI do DPVAT. No papel, destina-se a investigar fraudes no pagamento do seguro a vítimas de acidentes de trânsito. Maranhão revelou um insuspeitado interesse pelo tema. E indicou o deputado Luís Tibet (PTdoB-MG) para presidir a CPI. A tropa de Cunha patrocinou outro nome: Marcos Vicente (PP-ES). Sem acordo, os contendores foram à sorte dos votos. E Vicente prevaleceu sobre Tibet, o preferido de Maranhão, por 15 votos a 13.
Maranhão enxergou na derrota as digitais de Cunha. Abespinhado, decidiu retaliar. Daí a retirada da consulta que enviara à CCJ. A peça tinha como relator na comissão o deputado Arthur Lira (PP-AL), um investigado da Lava Jato que executa ordens de Cunha.
Carlos Marun (PMDB-MS), outro aliado, já havia reconhecido em público que a intenção do grupo era propor no plenário, como alternativa à cassação de Cunha, uma suspensão por três meses. Algo que, se vingasse, resultaria em impunidade —o STF já suspendeu Cunha do exercício do mandato e da presidência da Câmara por tempo indeterminado.
Derrotado no Conselho de Ética por 11 votos a 9, Cunha passou a apostar na CCJ. Ali, sem a manobra de Maranhão, terá de jogar todas suas fichas na aprovação de recurso anulando o processo de cassação do seu mandato. Longe dos refletores, os partidos do centrão promovem uma dança de cadeiras na CCJ. Trocam adversários de Cunha por parlamentares amestados. Sabem que, no plenário da Câmara, forma-se uma densa maioria a favor da descida da lâmina.
O líder do governo, André Moura (PSC-SE), outro encrencado na Lava Jato e também alistado na milícia parlamentar de Cunha, assistiu à derrota do candidato de Waldir Maranhão na disputa pela presidência da CPI do DPVAT. O plano original de Cunha era que o próprio Moura, hoje um dos seus soldados mais leais, comandasse a CPI. Mas o acúmula da função com o cargo de líder revelou-se incompatível.
O presidente da CPI será o deputado Wellington Roberto (PP-PB). No Conselho de Ética, ele entregou a alma a Cunha. Sua familiaridade com o universo dos seguros DPVAT é nenhuma. Marcos Vicente, o relator, tampouco entende da matéria. Ligado à CBF, ele integra a bancada da bola. A despeito de tudo, a dupla deve ter milhões de razões para querer comandar uma CPI que levará grandes seguradoras à berlinda.
JOSIAS DE SOUZA